Beira de Rio será modelo para proteção das águas na região

O projeto Beira de Rio, sancionado como lei municipal de São Sebastião do Caí em julho deste ano, será utilizado como modelo para ações semelhantes em todo o Vale do Caí. A notícia foi confirmada na manhã desta segunda-feira, dia 1º de outubro, em reunião do prefeito Clóvis Duarte com a promotora pública ambiental Cíntia Foster de Almeida ocorrida na prefeitura.

Também participaram do encontro o secretário municipal de Administração e Meio Ambiente, Luciano Baldessarini, o procurador geral do município Júnior Dutra e a assessora do Ministério Público Carine Pauly. “Viemos obter mais detalhes do projeto e ver como está a sua implantação. São Sebastião do Caí é o único município da região a ter proposta do tipo para proteger mananciais e as margens do Rio Caí e servirá como modelo para que as demais cidades da bacia também desenvolvam suas propostas nesse sentido”, destacou a promotora Cíntia Foster.

A legislação pretende criar formas de proteção das matas ciliares tanto do Rio Caí quanto de seus afluentes, principalmente o Arroio Cadeia, através de ações promovidas em parceria com produtores rurais e comunidade. O programa se baseia na concessão de incentivos aos proprietários de terras ribeirinhas, no intuito de recuperar a vegetação que compõe áreas de preservação permanente (APP) de corpos hídricos, através do fornecimento de materiais. Entre eles arames, mourões, composto orgânico, mudas nativas, estacas, assistência técnica e auxílio na elaboração de projetos de recuperação ambiental.